Sábado, 28 de Maio de 2022
(62) 9 84257527
Turismo Mato Grosso do Sul

Investimentos do Estado e trabalho conjunto garantem a Bonito resultado expressivo no turismo

Fundtur MS e trade turístico comemoram até 100% de ocupação hoteleira e quase 3 mil desembarques em dezembro, mas mantêm a atenção aos impactos da ...

16/01/2022 06h15
80
Por: Lorena Lázaro Fonte: Secom Mato Grosso do Sul
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Fundtur MS e trade turístico comemoram até 100% de ocupação hoteleira e quase 3 mil desembarques em dezembro, mas mantêm a atenção aos impactos da pandemia

A organização do destino, premiado em segurança com o cumprimento dos protocolos sanitários elaborados por todos os segmentos, a presença da Fundação de Turismo (Fundtur/MS) no fomento e promoção, e os investimentos do Governo do Estado em infraestrutura e serviços, foram determinantes para Bonito superar os impactos da pandemia do coronavírus e alcançar resultados positivos na temporada turística de 2021.

Nesta semana, foi apresentado o boletim do movimento de turistas de dezembro e anual do melhor destino de ecoturismo e aventura do país e referência mundial nos segmentos. Foram 205.460 visitantes no acumulado de 2021, com taxa de ocupação hoteleira de 80 e 100% no Natal e no Réveillon, segundo dados do Bonito Convention & Visitors Bureau (BCVB). Destaque também para o melhor mês aéreo do ano, com 2.983 desembarques em dezembro.

Realizado mensalmente pelo Observatório de Turismo de Bonito (OTEB), coordenado pelo BCVB, o boletim registrou a visita de 27.941 turistas em dezembro, recorde dos últimos seis anos – período em que é feita a pesquisa. Foram 679.650 visitações aos mais de 40 atrativos, inferior apenas a 2019 (711.515), com o último quadrimestre superando todas as demais temporadas com um total de 336.255 vouchers comercializados, sendo 92.710 em dezembro.

Investimento facilita acesso

A conquista do voo da Gol, de Congonhas para Bonito – a nova rota foi inaugurada em 2 de dezembro, a primeira lançada pela empresa desde 2019 -, foi um marco para o turismo do Estado e Bonito e a materialização da presença do governo estadual na região. Somente no município são investidos mais de R$ 170 milhões em obras estruturantes, como a pavimentação de rodovias, e nas demais áreas prioritárias (saneamento, saúde e educação).

A intervenção administrativa do Estado no aeroporto local, retomando a sua gestão, foi fundamental para mantê-lo em operação e captar recurso federais para adequações na pista, no terminal e implantação de moderno sistema de segurança à navegação, com investimentos de R$ 10 milhões. O aeródromo é um dos únicos do interior do Brasil com certificação da Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) para operar aeronaves de grande porte.

A melhoria do acesso rodoviário qualifica a rota. Por determinação do governador Reinaldo Azambuja, foi concluída a pavimentação da MS-178, que se interliga à BR-267 (Porto Murtinho), e está em obras a restauração da MS-382, entre Guia Lopes e Bonito, e a pavimentação do trecho entre Guia Lopes e a fronteira com o Paraguai. Também está em execução o asfaltamento da MS-345 (Estrada do 21), polo de pesca esportiva na região.

De olho nas oportunidades

Bonito registrou um incremento do público do Estado, no ano passado, representando 7,40% do total de visitantes. A pesquisa aponta ainda um aumento no período de permanência do turista no destino, entre cinco a uma semana. São Paulo continua sendo o principal emissor de turistas nacionais, com 32,92% dos visitantes, seguido de RJ (11,76%), PR (1,10%) e SC (7,77%) Os maiores emissores internacionais foram Paraguai, Estados Unidos, França, Bolívia e Alemanha.

“Os bons números refletem as oportunidades geradas no mercado interno e ao trabalho da Fundação de Turismo e do trade que se mantiveram ativos em ações de promoção desde o início da pandemia”, avalia Bruno Wendling, diretor-presidente da FundturMS. Uma das grandes ações do Estado, segundo ele, foi a captação do voo direto do aeroporto de Congonhas para Bonito, por meio do programa Decola MS de atração das companhias aéreas.

Wendling disse que o planejamento da fundação para 2022 leva em conta vários cenários, de forma a responder rapidamente às oportunidades, lembrando que o momento ainda é de atenção e com expectativa de que a pandemia comece a enfraquecer com a eficácia da vacinação e redução dos casos graves de Covid-19. “Ainda não tivemos normalização de acessos aéreos nacionais e internacionais, porém continuamos trabalhando nos dois cenários”, observa.

Para o presidente do BCVB, Rodrigo Coinete, os números recordes de demanda turística em Bonito no último período é fruto de um trabalho consistente e da parceria entre trade e poder público, principalmente Fundtur e prefeitura de Bonito. “Foram várias ações integradas de promoção e muito profissional. Mas, mesmo diante desses excelentes resultados estamos sempre vigilantes quanto à pandemia, tanto no monitoramento do número de casos de infectados, quanto ao respeito às regras sanitárias”, disse.

A secretária de Turismo, Indústria e Comércio de Bonito, Juliane Salvadori, também destacou o trabalho em conjunto da prefeitura, trade, Fundtur e a secretaria estadual de Infraestrutura e o volume de obras do Estado no município, como a melhoria da logística, reformas do aeroporto e do hospital e construção do quartel do Corpo de Bombeiros. “Além dessa parceria, o importante é continuarmos ofertando serviços de altíssima qualidade e manter os protocolos de biossegurança”, frisou.

Para conferir na íntegra o boletim do Observatório do Turismo e Eventos de Bonito-MS | dezembro 2021, cliqueAQUI.

Subsecretaria de Comunicação, Subcom

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias