Sábado, 28 de Maio de 2022
(62) 9 84257527
Cultura Bahia

Teatro Castro Alves abre inscrições para cursos de iniciação à música sinfônica

Os encontros têm como público-alvo pessoas interessadas em adentrar neste rico mundo: não é necessário conhecimento prévio. O post Teatro Castro A...

24/01/2022 20h16
65
Por: Lorena Lázaro Fonte: Secom Bahia
Foto: Agnes Cajaíba
Foto: Agnes Cajaíba

Os cursos de iniciação ao universo da música sinfônica oferecidos pelo Teatro Castro Alves (TCA) iniciarão a jornada regular de 2022. As aulas seguirão na modalidade online, assim como nos dois últimos anos, quando esta ação se transferiu ao ambiente digital e atendeu mais de mil alunos de várias cidades da Bahia e do Brasil. Até o momento, foram seis edições sequenciadas, além de Pílulas de Verão.

Os encontros têm como público-alvo pessoas interessadas em adentrar neste rico mundo: não é necessário conhecimento prévio. O propósito é justamente de introdução à apreciação musical e à prática de instrumento. Os interessados devem garantir vaga, por ordem de inscrição, entre os dias 26 e 30 de janeiro, a partir do preenchimento dos formulários que estarão disponíveis no site do TCA .

São oferecidas turmas matutinas e noturnas de três cursos: “A linguagem musical da orquestra sinfônica”, com Alexandre Loureiro, às segundas e quartas, das 19h às 21h; “História da música: compositoras e compositores”, com Karina Seixas, às terças, das 19h às 21h, e quintas, das 10h às 12h; e “Iniciação a flauta doce”, com Uibitu Smetak, às quartas e sextas, das 10h às 12h30. Uma aula inaugural com os três professores – músicos vinculados à Orquestra Sinfônica da Bahia (Osba) –, para todos os alunos, está marcada para o dia 14 de fevereiro, segunda-feira, às 10h.

Realizados em parceria com o Centro de Formação em Artes (CFA) da Fundação Cultural do Estado da Bahia (Funceb), os cursos seguem até abril e maio, com um encontro semanal, realizado ao vivo, por meio da plataforma Zoom. Com duas salas por semana de cada curso, serão 370 alunos contemplados no total.

Foto: Fernando Gomes

Para garantir a possibilidade de atendimento ao maior número de pessoas, o candidato somente poderá se inscrever em uma das turmas disponíveis e não serão validadas inscrições de quem já participou de cada curso. Os participantes receberão por e-mail retorno sobre a vaga até 10 de fevereiro, devendo confirmar o interesse. Também antecipadamente serão repassadas todas as instruções necessárias para usufruir da ferramenta de realização das aulas com facilidade, sem qualquer custo, bastando ter a conexão à internet.

Especificamente no curso “Iniciação a Flauta Doce”, o aluno terá direito ao certificado com 80% de presença nas aulas, também sendo necessária uma prática individual, apresentada na última aula: sejam exercícios abordados ao longo dos encontros de aprendizado ou algum tema livre à escolha do aluno. Além disso, logo na primeira aula, o participante deverá ter em mãos uma flauta soprano (germânica ou barroca). Caso o aluno pretenda adquirir o instrumento, a sugestão é que se opte pela flauta barroca. Para o aluno participar dos exercícios propostos em aula, a câmera deverá estar aberta, visando orientações e correções da postura. Caso existam vagas remanescentes, ex-alunos poderão se inscrever.

A LINGUAGEM MUSICAL DA ORQUESTRA SINFÔNICA

Com Alexandre Loureiro
Turma 1: segundas-feiras, das 19h às 21h, de 14 de fevereiro a 25 de abril
Turma 2: quartas-feiras, das 19h às 21h, de 16 de fevereiro a 27 de abril
80 vagas por turma (inscrição sujeita à lotação) | Pré-requisito: maiores de 15 anos
Com objetivo de introduzir o público leigo ao universo da música de concerto, o curso foca na apreciação de obras criadas para orquestra sinfônica e em seus instrumentos. São abordados os elementos da música, as características dos instrumentos de uma orquestra, o papel do maestro, os elementos e sinais básicos constitutivos de uma partitura musical, dentre outros temas, visando a apreciação musical consciente. O curso não objetiva a formação de músicos, mas também é de grande proveito para quem já o é ou deseja ser. O professor e violinista Alexandre Loureiro, bacharel em Música, possui larga vivência em música orquestral, tendo atuado durante muitos anos na OSBA.

HISTÓRIA DA MÚSICA: COMPOSITORAS E COMPOSITORES

Com Karina Seixas
Turma 1: terças-feiras, das 19h às 21h, de 15 de fevereiro a 10 de maio
Turma 2: quintas-feiras, das 10h às 12h, de 17 de fevereiro a 12 de maio
80 vagas por turma (inscrição sujeita à lotação) | Pré-requisito: maiores de 15 anos
O curso tem por objetivo aproximar o público leigo do universo da música clássica, através da busca de uma escuta mais apurada dos diversos estilos encontrados na história da música ocidental. O conteúdo do curso abrange a música desde a Idade Média até o início do século XX, com as inúmeras vertentes. Partindo desse enfoque histórico, o aluno irá conhecer os instrumentos de orquestra, como também os instrumentos antigos, o uso de elementos da música em cada época, o contexto histórico-cultural e uma pequena biografia de compositoras e compositores de cada período. Karina Seixas, professora de orquestra, é formada em Licenciatura em Música pela Universidade Federal da Bahia (UFBA), com especialização em Arteterapia (IJBA). Integra a OSBA desde 2000 e promove o projeto “A música e os seus segredos” desde 2010.

INICIAÇÃO À FLAUTA DOCE

Com Uibitu Smetak
Turma 1: quartas-feiras, das 10h às 12h30, de 16 de fevereiro a 11 de maio
Turma 2: sextas-feiras, das 10h às 12h30, de 18 de fevereiro a 20 de maio
25 vagas por turma (inscrição sujeita à lotação) | Pré-requisito: maiores de 15 anos que possuam flauta doce
O curso oferece capacitação elementar em música na execução de flauta doce. Durante as aulas, os alunos recebem noções de execução do instrumento, assim como tópicos de teoria e apreciação musical. A flauta doce, em nível inicial, é de aprendizagem relativamente fácil. Seu mecanismo é simples e sua emissão, imediata. Além disso, é muito acessível pelo seu baixo custo e grande portabilidade. Também é um instrumento de grande versatilidade, pois com ela pode-se tocar música folclórica, popular e clássica. Uibitu Smetak é violinista da OSBA.

Fonte: Ascom/TCA

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias