Sexta, 20 de Maio de 2022
(62) 9 84257527
Geral Saúde

Implante de silicone nos seios permite que a paciente retome a rotina 24 horas depois

Técnica inovadora é aplicada em Uberlândia pelo cirurgião plástico André Oliveira

11/05/2022 19h58
31
Por: Fernanda Cappellesso
Implante de silicone nos seios permite que a paciente retome a rotina 24 horas depois

á imaginou fazer a cirurgia de implante de silicone nos seios e 24 horas depois já estar liberada para as atividades rotineiras, ao invés de ficar 30 dias de repouso? Um sonho que já é realidade graças aos estudos e a formatação de uma técnica chamada R24R, que é realizada pelo cirurgião mineiro André Oliveira.

A R24R foi desenvolvida em 2002, pelo cirurgião norte-americano John Tebbetts. Quando foi publicada na principal e mais relevante pesquisa de cirurgia plástica do mundo, fez com que cirurgiões internacionalmente conhecidos buscassem entender e aplicar os protocolos de pré-operatório criados por John Tebbetts.

A cirurgia, que é uma verdadeira revolução no segmento da cirurgia plástica, tem duração de 1 hora e o paciente recebe alta hospitalar no mesmo dia. Em três semanas a paciente já está liberada para atividades físicas. E, em apenas 30 minutos ela já pode levantar os braços. O procedimento é indicado para pacientes que querem aumentar os seios; pacientes que possuem seios pequenos e com pouca flacidez; e pacientes que possuem uma rotina bastante corrida.

André Oliveira explica que toda essa velocidade na recuperação é possível graças a uma combinação de técnicas modernas como o funil de Keller, - que é um dispositivo em forma de funil composto por ácido hialurônico que auxilia a colocação da prótese sem que ela seja manipulada pelo cirurgião ou encostada na pele; o sutiã interno, que é uma técnica de reforço à sustentação do sulco mamário, que proporciona firmeza a parte inferior da mama; entre outras técnicas de ponta, avançadas e seguras .

O cirurgião plástico destaca ainda que a base da cirurgia está relacionada à inclusão de implantes mamários em "dual planet",ou seja, abaixo do músculo existente na região. Ele destaca ainda que para obter 100% de eficácia é fundamental que o paciente siga as recomendações médicas do pós-operatório. Ele enfatiza que, caso isso não ocorra, os resultados desejados poderão ficar comprometidos.

De acordo com o Dr André Oliveira é preciso destacar que a técnica é ainda seguida por 14 passos específicos que devem ser imprescindivelmente seguidos pela equipe de cirurgia. Entre eles podemos destacar evitar incisões ao redor do mamilo ou via axila, já que essas são regiões responsáveis por maior ocorrência de contratura muscular, já que a incisão da bolsa é contaminada diretamente por bactérias; estancar qualquer sangramento com muito cuidado durante a cirurgia, a fim de minimizar a quantidade de sangue ao redor dos implantes, já que o sangue serve de comida para as bactérias; evitar o uso de provadores e não ficar tirando e retornando o implante através da pele; e evitar o uso de drenos, por ser um potencial meio de entrada de bactérias.

Quando questionado sobre a principal vantagem desta técnica, André Oliveira é enfático em dizer que a rapidez da recuperação e a agressão menor ao corpo são, sem dúvidas, os maiores benefícios. Ele recorda que na técnica antiga as mulheres ficavam praticamente 30 dias de repouso absoluto, tempo que para o mundo moderno é muito inviável.

Com a técnica correta e educação do paciente para seguir todos os passos você ja sai do hospital no mesmo dia elevado os braços e podendo trabalhar no dia seguinte.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias