Últimas TRÂNSITO

Radares em Goiânia estão desligados após contrato de empresa terminar

Empresa diz que Secretaria Municipal de Mobilidade não está pagando corretamente; SMM nega

04/07/2024 15h05 Atualizada há 3 semanas
Por: Ana Karla Neto de Souza
Foto: reproduçao
Foto: reproduçao

Desde 14 de junho, mais de 500 radares semafóricos em Goiânia estão desligados e sem previsão de retorno. Segundo a empresa responsável pelo serviço, Eliseu Kopp, a paralisação se deve a atrasos no pagamento por parte da Prefeitura de Goiânia.

Continua após a publicidade

A empresa afirma que houve suspensão unilateral de um contrato dois dias antes de sua conclusão. Com essa decisão, a operação de 426 lombadas eletrônicas e 70 redutores de velocidade instalados pela Secretaria Municipal de Mobilidade (SMM) está parada nas vias públicas.

O acordo firmado entre as partes em 2023, com duração de um ano ou até a finalização de um novo processo licitatório, previa que o órgão repassasse R$ 1 milhão mensalmente.

Continua após a publicidade

Contudo, conforme dados do Portal da Transparência da Prefeitura, em junho foi realizado um pagamento de R$ 43,5 mil e nenhum pagamento em janeiro. Em fevereiro, foram desembolsados R$ 2,5 milhões; em março, R$ 878,7 mil; em abril, R$ 834,7 mil; e em maio, R$ 784,5 mil.

A Eliseu Kopp afirmou ter “expressivos valores a receber”. A empresa também diz que a prefeitura ainda precisa quitar pendências de 2023. A empresa informa que os radares ainda estão instalados em Goiânia, mas permanecerão inativos até que uma nova ordem para a retomada seja emitida. “Seguimos com os equipamentos instalados, porém inoperantes, até que sobrevenha ordem da administração para retomada do contrato”, diz um trecho do texto.

Continua após a publicidade

A SMM nega os débitos e informa que comunicou o Ministério Público de Goiás (MPGO) para avaliar a continuidade do contrato emergencial, garantindo o serviço por mais um ano.

O contrato emergencial celebrado com a empresa Eliseu Kopp Ltda., "responsável pela manutenção e operação dos radares de fiscalização de velocidade, venceu no dia 16 de junho de 2024. Em função do término deste contrato, os mesmos estão fora de operação."

Foto: maisgoias

Ele1 - Criar site de notícias