Urbano Policia Local

Médico é indiciado por crimes sexuais contra estudantes

O profissional foi preso em junho deste ano

09/07/2024 14h34 Atualizada há 2 semanas
Por: Ana Karla Neto de Souza
Foto: reproduçao
Foto: reproduçao

O médico residente João Paulo Ferreira Castro foi indiciado por crimes sexuais contra estudantes de medicina. O profissional foi preso em junho deste ano após ser denunciado pelas vítimas, mas acabou sendo solto uma semana depois. João foi indiciado importunação e assédio sexual contra cinco alunas.

Continua após a publicidade

As vítimas denunciaram que o suspeito praticou os crimes entre agosto de 2023 e março deste ano. Todas as vítimas têm entre 22 e 25 anos. João tem 26. Durante as investigações, a Polícia descobriu indícios de assédio a pelo menos outras 53 mulheres.

À época, a delegada solicitou que as vítimas se apresentem “para que o autor possa responder por todos os atos que praticou”. A defesa do médico disse que vai provar a inocência dele e que aguarda a audiência de instrução para que o profissional seja ouvido diante da autoridade judicial. João foi preso pela Polícia Civil de Goiás em junho deste ano.

Continua após a publicidade

Além da prisão, que aconteceu por volta das 8h da manhã na Santa Casa de Anápolis, também foi cumprido mandado de busca e apreensão em desfavor do investigado.

Ele1 - Criar site de notícias